Globalização e Desenvolvimento

Coordenador:

Prof. Doutor António Mendonça (CEsA)

—-

Os principais objectivos deste grupo de investigação são os seguintes:

  • Aprofundar o estudo dos fluxos internacionais (comércio, investimento, turismo, transferências, ajuda e outros), não só do ponto de vista económico, mas também explorando os elos de ligação com divisórias políticas, culturais, linguísticas e outras não relacionadas com variáveis económicas.
  • Prosseguir a investigação dos cada vez mais importantes, embora complexos, movimentos migratórios à escala global. Temas mais precisos, como sejam os efeitos da crise económica sobre estes fluxos e a expatriação de gestores, serão também estudados.
  • A globalização terá pouca relevância se não se observar o novo papel das empresas, em particular as multinacionais e os mercados mundiais. Alguns destes últimos, como sejam os dos produtos básicos (energia e outros), serão estudados com maior profundidade. Temas como a construção da competitividade internacional, tanto a nível da empresa como a nível nacional, e a procura de formas adequadas de integração na economia mundial, serão também abordados.
  • A observação (O tema) anterior também será válida no que respeita aos países. O estudo das economias emergentes, particularmente os BRICs, e o seu impacto sobre o mercado global a vários níveis, receberá grande parte da nossa atenção.
  • Com este cenário em mente, Portugal, sendo um país com um longo e vasto passado colonial, tem um grande interesse na investigação das raízes históricas do fenómeno da globalização e o seu impacto contemporâneo, baseando-se no seu caso mas também numa perspectiva comparativa global (história marítima e colonial, assimilação e discriminação, etc.). Isto será essencial na actividade deste grupo de investigação.
  • O estudo das mudanças sociais e políticas que acompanham a transformação dos países em desenvolvimento estimulada pela globalização será de extrema importância. Será dada uma particular atenção ao difícil, mas necessário, processo de diversificação e reforço das infraestruturas, particularmente em países de língua portuguesa, mas sem perder de vista a experiência do resto do mundo. Apesar de todas as diferenças, as lições do Brasil e dos países asiáticos podem ser úteis para Angola e Moçambique, e o grupo de investigação está numa posição muito favorável para promover este tipo de intercâmbio científico.
    Capitalizando a experiência de alguns dos seus membros, nomeadamente no que respeita ao estudo de alguns países de língua portuguesa mais pequenos, o grupo prosseguirá a investigação sobre as diferentes formas e resultados da cooperação internacional, com uma estreita ligação a outros grupos espalhados pelo mundo que realizam investigação semelhante.
  • A investigação sobre os quadros institucionais e as políticas públicas mais adequadas para o desenvolvimento económico já é um dos objetivos mais importantes de alguns dos membros do grupo, e assim permanecerá nos anos vindouros.
  • Além disso, no que respeita ao processo de desenvolvimento, alguns pré-requisitos financeiros são cruciais para garantir um avanço harmonioso e regular. O grupo irá realizar investigação sobre este assunto, incluindo o papel dos bancos e instituições financeiras, sejam nacionais ou estrangeiras, privadas ou públicas. Será dada atenção aos fluxos financeiros provenientes dos países desenvolvidos, bem como aos que, cada vez mais, são provenientes do Sul.
  • Tendo em conta o seu amplo enfoque geográfico, o grupo realizará investigação sobre a globalização da governança e das instituições, concentrando-se no seu papel de enquadramento dos fluxos transfronteiriços e do processo de desenvolvimento, elevando a cooperação (multilateral e bilateral), as preocupações ambientais, os direitos humanos e outras dimensões. Não será esquecida a base nacional desses processos, e serão desenvolvidos estudos sobre as políticas económicas e sociais internas e externas, concretamente no que diz respeito às consequências e conexões da globalização.
  • Beneficiando da sua experiência, o grupo também irá promover a investigação sobre cultura e identidade, na tradição dos estudos pós-coloniais que se interligam com outros objectivos.

Lista de investigadores associados a este grupo

©2017 CSG desenvolvimento [m]

Log in with your credentials

Forgot your details?