Other national publications 2016

  1. Brissos, S. (2016). “Segurança Alimentar e Nutricional Global: Evolução Conceptual, Desafios Atuais e Indicadores de Medida”, Working Paper nº 149, Lisboa CEsA /CSG.
  2. Canas, T. & Gomes, J.F.S. (2016). “O papel da GRH na promoção da igualdade do género”. In infoRH, 14 June 2016 (online)
  3. Casaca, S. F. & Mota, Ilóida (2016). “Gender relations and the dowry system in India”. In Indian Journal of Gender Studies, CESA Working Paper n. º 143/2016, ISEG-ULisboa (online).
  4. Casaca, S. F. & Nunes, A. (2016). “Women in international careers: at the crossroads of barriers, challenges and opportunities”. Working Paper. (Online)
  5. Casaca, S. F. et al. (2016). “Guião para a Elaboração do Diagnóstico” [Guide for the Promotion of Gender equality in the Business Sector]. In Guia para a Promoção da Igualdade entre Mulheres e Homens. ISEG-ULisboa, CESIS, CIEG/ISCPS-ULisboa; EEAGrants-CIG.
  6. Chapariha, M. (2016). “The Potential of Sustainable Development Goals in Enhancing Well-being of Elderly People through Green Public Spaces”, Working Paper nº 147, Lisboa CEsA /CSG.
  7. Ennes Ferreira, M. & Araújo, T. (2016). “The topology of African exports: emerging patterns on spanning trees”, WP06/2016/DE/UECE/SOCIUS, Working Paper, Department of Economy, ISEG – Universidade de Lisboa, p. 29. ISSN: 2183-1815
  8. Falconi, J. (2016). “Rotas poéticas em lingua portuguesa: Conceiçao Lima, Ana Paula Tavares e Ana Mafalda Leite”. In Revista Cintilações, pp. 115-120
  9. Ferraz, R. (2016). “Finanças Públicas Portuguesas Sustentáveis no Estado Novo (1933-1974)?”, estudo n.º 56, 2016, do Gabinete de Estratégia e Estudos (GEE) do Ministério da Economia – Governo de Portugal.
  10. Fonseca, M.; Mendonça, A. & Passos, J. (2016). “Outward FDI and Sustainable Trade Balance Path: Evidence from Portuguese Economy, 1996-2011”, Working Paper nº 138, Lisboa, CEsA / CSG
  11. Fonseca, M.; Mendonça, A. & Passos, J. (2016). “The Paradigm of the Investment Development Path: Does it holds for Portugal? Evidence for the period 1990-2011”, Working Paper nº 139, Lisboa, CEsA / CSG.
  12. Godinho, M., Simões, V. & Zifciakova, J. (2016), RIO Country Report 2015: Portugal. Brussels: European Commission
  13. Ilhéu F. (2016). “New Silk Road – Trade and Investment. Perspectives for EU and New Partnerships”, Working Paper nº 145, Lisboa, CEsA / CSG, Lisboa.
  14. Ilhéu, F. (2016). “O Sonho Chinês, O novo Normal e uma Faixa uma Rota”. In Revista Oriente Ocidente, 33, pp. 78-84.
  15. Ilhéu, F. (2016). “Desafios e complexidades da economia China o 13º Plano Quinquenal e a iniciativa Uma Faixa Uma Rota”. In O Economista, nº 29, pp. 74-82.
  16. Lacerda, T. C. (2016). “Transformação digital nas empresas: A importância das competências de liderança”. In IT Insight, Nº 1, pp. 46-48.
  17. Lopes, J. C. (2016). Estudo sobre o impacto da adesão à Zona de Comércio Livre da SADC nas receitas alfandegárias, SNSADC-Angola.
  18. Marques & Sarmento, J. (2016), “A Conta Geral do Estado de 2014: A Administração Central e as reservas do Tribunal de Contas”. In Revista Julgar
  19. Marques & Sarmento, J. (2016), “As entidades de interesse público e as novas regras de supervisão de auditoria”. In Revista de Direito das Sociedades, nº3.
  20. Marques & Sarmento, J. (2016), “Brexit: O regresso a uma Economia menos transparente?”. In Anuário da Ordem dos Economistas.
  21. Marques & Sarmento, J. (2016), “Fusão inversa e business purpose: As “razões económicas válidas”. In Ciência e Técnica Fiscal (forthcoming).
  22. Marques & Sarmento, J. (2016), “O caso Afinsa e o futuro da auditoria na Europa”. In Revista da OROC (Oct-Dec).
  23. Marques & Sarmento, J. (2016), “O Princípio Constitucional da Tributação das Empresas segundo o Rendimento Real: Do Mito à Realidade”. In Revista APOTEC (May-June).
  24. Marques & Sarmento, J. (2016), “Panama Papers e o sigilo fiscal na União Europeia”. In Revista da OCC (July).
  25. Marques & Sarmento, J. (2016), “Realizações de utilidade social: Por uma Economia de rosto humano”. In Revista da Ordem dos Economistas (October).
  26. Marques & Sarmento, J. (2016), “Uma proposta de revisão do sigilo bancário: As manifestações de fortuna”. In Revista da OCC (November).
  27. Mota, M.; Casaca, S. (2016). “Gender Relations and The Dowry System in India – The Case of Hyderabad”, Working Paper nº 143, Lisboa CEsA /CSG.
  28. Neto, P. & Serrano, M. M. (Coord.) Boletins de Conjuntura da Região Alentejo. Editor: Universidade de Évora e UMPP – Unidade de Monitorização de Políticas Públicas, ISSN 2183 – 4377.
  29. Neto, P. & Serrano, M. M. (Coord.) Estudos. Editor: Universidade de Évora e UMPP – Unidade de Monitorização de Políticas Públicas, ISSN 2183 – 5519.
  30. Neto, P. & Serrano, M. M. (Coord.) Policy Briefs. Editor: Universidade de Évora e UMPP – Unidade de Monitorização de Políticas Públicas, ISSN 2183 – 542X.
  31. Neto, P. & Serrano, M. M. (Coord.) Policy Papers. Editor: Universidade de Évora e UMPP – Unidade de Monitorização de Políticas Públicas, ISSN 2183 – 8208.
  32. Neto, P. & Serrano, M. M. (Coord.) Special Issue “Public Policies 2020” da revista online Public Policy Portuguese Journal, vol. 1, nº 1, 2016. Editor: Universidade de Évora e UMPP – Unidade de Monitorização de Políticas Públicas, ISSN 2183-8992
  33. Neto, P. & Serrano, M. M. (2016). Editorial da revista Public Policy Portuguese Journal, vol 1, nº1, pp. 4-5.
  34. Neto, P. & Serrano, M. M. (Coord.) (2016). Book of Abstracts – Master and Doctoral Consortium for Research on Public Policy – 1st Meeting. Évora: Universidade de Évora [ISSN: 978- 989-8550-36-1].
  35. Neto, P.; Serrano, M. M. & Santos, A. (2016). “Políticas Públicas, Cidades Criativas e Regeneração Urbana. Contributos para o Estudo do Valor da Plasticidade e Temporalidade dos Lugares”. UMPP – Unidade de Monitorização de Políticas Públicas da Universidade de Évora, Policy Paper, nº 1/2016 [ISSN 2183-8208]
  36. Neto, Paulo; Serrano, M. M.; Duarte, N. & Fermisson, J. (2016). Boletim de Conjuntura da Região Alentejo, n.º 6, 3º trimestre, 2015. Évora: Universidade de Évora, UMPPUnidade de Monitorização de Políticas Públicas [ISSN 2183-4377]
  37. Neto, P.; Serrano, M. M.; Duarte, N. & Fermisson, J. (2016). Boletim de Conjuntura da Região Alentejo, n.º 5, 2º trimestre, 2015. Évora: Universidade de Évora, UMPPUnidade de Monitorização de Políticas Públicas [ISSN 2183-4377]
  38. Paralta, S. e Oliveira, J. (2016). Taxing wages in Portugal: a comparative analysis with common members countries of OECD and E.U. Centro de Estudos Fiscais e Aduaneiros. Autoridade Tributária e Aduaneira.
  39. Rodrigues & Sarmento, J. (2016), “Uma abordagem teórica à Matéria Coletável Comum Consolidada do Imposto sobre as Sociedades”. In Revista Portuguesa de Contabilidade nº22.
  40. Sangreman, C. (2016). “A política económica e social da Guiné – Bissau 1974-2016”, Working Paper nº 146, Lisboa, CEsA / CSG, Lisboa.
  41. Sangreman, C. (2016). “A academia e as ONGD na cooperação para o desenvolvimento”. In Revista da Plataforma das ONGD Portuguesas, September/October 2016, Issue: “Parcerias para o desenvolvimento”.
  42. Sangreman, C. (2016). “A situação politica na Guiné – Bissau 2010 – 2016 – a banalização do caos”, Working Paper nº 148, Lisboa, CEsA / CSG, Lisboa.
  43. Santos, A. C. (2016). “Regimes fiscais mais vantajosos: uma aproximação ao conceito e à realidade”. Iin CIDEEFF /FDUL, Implicações Orçamentais dos Regimes Fiscais Mais Vantajosos, Policy Papers 2016/1 (online), pp. 9-23
  44. Santos, A. C. (2016). “A proposta de diretiva sobre a matéria coletável comum consolidada em sede de imposto sobre as sociedades: passado, presente e futuro”. In Revista Sociedade e Fiscalidade, STI, 2016, pp. 6-13.
  45. Santos, A. C. (2016). “Análise política da Proposta de Orçamento de Estado para 2017”. In Le Monde diplomatique (November 2016).
  46. Santos, I.; Dias, S. P. ; Mah, L. (2016). “Juventudes Partidárias Portuguesas: Que Visão sobre o Desenvolvimento Global?”, Working Paper nº 144, Lisboa CEsA /CSG.
  47. Sarmento, E. S. (2016).“O Turismo em tempos conturbados”. In Publituris (28 April).
  48. Sarmento, J. & Duarte (2016), “As alterações legislativas e a instabilidade fiscal em sede de IVA”. In Revista de Finanças Públicas e Direito Fiscal, Coimbra, Almedina. – A. 9, n.º 3 (December 2016), pp. 13-32.
  49. Sarmento, J. & Duarte (2016), “Os determinantes da instabilidade do sistema fiscal: uma retrospetiva entre 1989 e 2014”. In Revista de Contabilidade & Finanças nº 126.
  50. Sarmento, J. & Marques (2016), “As alterações orçamentais no atual panorama das Finanças Públicas”. In Revista do Ministério Público nº 147.
  51. Sarmento, J. & Marques (2016), “As Finanças Públicas e as alterações ao Orçamento do Estado (2001-2015)”. In Revista de Contabilidade e Finanças nº 127 (December).
  52. Sarmento, J. & Marques (2016), “Constituição, Finanças Públicas e União Económica e Monetária: Uma relação triangular (im)possível?”. In Revista de Contabilidade & Finanças, nº125.
  53. Sarmento, J. (2016), “A crise financeira e económica 2008-2014 e a resposta fiscal em sede de IVA”. In Cadernos IVA 2016.
  54. Sarmento, J. (2016), “A descida do IVA na restauração: análise à proposta do OE/2016”. In Revista APOTEC (July-August).
  55. Sarmento, J. (2016), “A instabilidade fiscal em sede de IRS, IRC e IVA: 1989-2014”. In Revista Julgar
  56. Sarmento, J. (2016), “O reporte de prejuízos em sede de IRC: o que muda com o OE/2016?”. In Revista APOTEC (March-April).
  57. Sarmento, J. (2016), “Public Private Partnership’s models and renegotiation theory”. In Revista de Finanças Públicas e Direito Fiscal (October).
  58. Sarmento, J. et al. (2016), “A (extra)fiscalidade no banco dos réus: Uma perspetiva financeira e jurídica em ordem ao crescimento sustentável”. In Revista Portuguesa de Contabilidade nº24.
  59. Serrano, M. M.; Urze, P. & Assunção, F. (Coord.) Nº 43-44/2015 da revista Organizações e Trabalho, 2016. Editor: APSIOT-Associação de Profissionais em Sociologia Industrial das Organizações e do Trabalho. Legal Deposit: 32888/89, ISSN: 0871-4835.
  60. Serrano, Maria Manuel, Paula Urze & Fátima Assunção, Coordenação do número 41-42/2015 da revista Organizações e Trabalho, 2016. Editor: APSIOT-Associação de Profissionais em Sociologia Industrial das Organizações e do Trabalho. Legal Deposit: 32888/89 ISSN: 0871-4835.
  61. Serrano, M. M.; Urze, P. & Assunção, F. (2016). Editorial da revista Organizações e Trabalho, nº 43-44/2015, pp. 5-7.
  62. Serrano, M. M.; Urze, P. & Assunção, F. (2016). Editorial da revista Organizações e Trabalho, nº 41-42/2015, pp. 5-7
  63. Sobral, J. e J. Soares (2016); “A Internet das Coisas e a Engenharia Mecânica – Desafios e Tendências para a Profissão”. In Revista Ingenium II Série Nº155 (September 2016), pp. 78-80 – ISSN 0870-5968, OE – Ordem dos Engenheiros.
  64. Sobral, J. e M. Mendes (2016); “A Internet das Coisas e a Engenharia Mecânica – Desafios e Tendências para a Profissão”. In Revista Ingenium II Série Nº154 (July/August 2016), pp. 34 – ISSN 0870-5968, OE – Ordem dos Engenheiros.
  65. Tuckwell, C. & Mendonça, A. (2016). “The Global Crisis and Unconventional Monetary Policy: ECB vs. Fed”, Working Paper nº 141, Lisboa, CEsA / CSG.
  66. Urze, P.; Serrano, M. M. & Almeida, A. J. (Org.) (2016). Atas do Seminário “(Des)Emprego, Mercado de Trabalho e Políticas Públicas” da Secção Temática Trabalho, Organizações e Profissões da Associação Portuguesa de Sociologia. Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia [ISBN: 978-989-97981-4-4].
  67. Urze, P.; Serrano, M. M. & Almeida, A. J. (Org.) (2016). “Editorial”, pp. 5-6, AProceedings of the Seminar (Des) Employment, Labor Market and Public Policies of the Labor Section, Organizations and Professions of the Portuguese Sociological Association, held at the University of Page | 65 of 168 Évora from 1 to 2 October 2015. Lisboa: Associação Portuguesa de Sociologia [ISBN: 978-989- 97981-4-4]
  68. Vasques, S., J. et al. (2016), “Imposto sobre o tabaco: análise jurídica e económica”, Centro de Estudos da Faculdade de Direito da UCP.

©2019 CSG desenvolvimento [m]

Log in with your credentials

Forgot your details?