Colóquio “Trabalho sem fronteiras: perspetivas sobre os serviços domésticos e a prestação de cuidados em casas particulares” – Chamada de trabalhos

As últimas décadas têm sido marcadas por dinâmicas demográficas, políticas e sociais em relação direta com a transformação do trabalho doméstico pago. A ampliação do mercado global neste setor, que inclui serviços de limpeza, prestação de cuidados e outras tarefas executadas em casas particulares, decorre de um conjunto de fatores mantidos por desigualdades em diferentes sistemas de relações sociais e da intensificação dos tráfegos e mobilidades.
As relações de género, os fluxos migratórios e os trânsitos coloniais que os precederam, a organização do mercado de trabalho ao longo de linhas étnicas, a desvalorização e informalidade dos
setores menos qualificados do mercado de trabalho, entre outros elementos, convergem na terceirização das tarefas domésticas e de cuidado e na materialização de uma “divisão internacional do trabalho reprodutivo” (Parreñas, 2001).
A complexificação das dinâmicas sociais inerentes aos diferentes equilíbrios trabalho-família, bem como aos diferentes regimes migratórios e de cuidado (Lutz, 2017), requerem grelhas de análise que captem não apenas os quadros jurídico-normativos de enquadramento, mas também as relações de poder inerentes aos compromissos estabelecidos pelas diferentes partes envolvidas e as mudanças que novas formas de mobilidade e de comunicação permitem integrar. O trabalho doméstico pago tem suscitado também debates e desenvolvimentos importantes ao nível da regulação e da ação coletiva em diferentes partes do mundo (ILO, 2013).
Este Colóquio pretende reunir contributos teóricos, fenomenológicos e etnográficos, entre outros, que permitam uma melhor compreensão do trabalho doméstico pago nas suas configurações passadas ou contemporâneas, incluindo perspetivas sobre tendências emergentes. 

 

O Colóquio “Trabalho sem fronteiras: perspetivas sobre os serviços domésticos e a prestação de cuidados em casas particulares”, que terá lugar a 18-19 de junho de 2020 no ISCTE e ao qual o SOCIUS/CSG se associa, difunde chamada de trabalhos nos tópicos:

(1) Migrações, trabalho e género;
(2) Desqualificação, informalidade e valor do trabalho doméstico;
(3) Políticas públicas no setor dos serviços domésticos e de cuidado;
(4) Associativismo, sindicalismo e mobilização coletiva no trabalho doméstico;
(5) Envelhecimento demográfico e o setor dos cuidados;
(6) Oposição rural/urbano na organização dos cuidados;
(7) Discriminação e alteridade nos serviços domésticos e de cuidado;
(8) Narrativas e perceções sobre trabalho, domesticidade ou intimidade/corpo.

 

O prazo de submissão está a decorrer até 20 de março de 2020.

Os resumos podem ser redigidos em Português, Castelhano, Francês ou Inglês, e devem ser remetidos para: trabalho.fronteiras@gmail.com (max. 300 palavras).

Organizadores:
DINÂMIA’CET-IUL, Centro de Estudos sobre a Mudança Socioeconómica e o Território, ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa.
Instituto de História Contemporânea, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa.
SOCIUS, Centro de Investigação em Sociologia Económica e das Organizações, Instituto Superior de Economia e Gestão, Universidade de Lisboa.

©2020 CSG desenvolvimento [m]

Log in with your credentials

Forgot your details?