Escola de Verão Internacional “Community-based Socio-environmental Planning: Natural Resources and Sustainable Tourism” – Adiada

A Escola de Verão Internacional “Community-based Socio-environmental Planning: Natural Resources and Sustainable Tourism”, coordenada por Ana Rita Sampaio (SOCIUS/CSG, ISEG), terá lugar no ISEG em data a anunciar oportunamente.

Objectivos

  1. Compreender o conceito de desenvolvimento territorial integrado com base nos princípios dos objectivos de desenvolvimento sustentável e da Agenda 2030.
  2. Discutir e analisar criticamente conceitos-chave relacionados com planeamento e gestão sócio-ambiental e participativa;
  3. Analisar factores de vulnerabilidade e resiliência dos territórios;
  4. Avaliar e monitorizar a sustentabilidade dos territórios;
  5. Desenvolver projectos com valor ambiental, social e económico;
  6. Construir técnicas de comunicação integrada relacionadas com a sustentabilidade;
  7. Aplicar métodos de análise e gestão socio-ambiental dos territórios.

Estrutura

O currículo deste curso é baseado em análise de casos práticos, com o objectivo de desenvolver competências sólidas, um pensamento crítico e inovador, e conhecimento sobre planeamento e gestão socioambiental. No que diz respeito às metodologias de aprendizagem, haverá vídeos temáticos, exercícios de trabalho em grupo, bem como a análise de estudos de caso que promovam uma discussão informal, embora crítica, entre os/as participantes.

O curso pretende responder à crescente procura de profissionais que sejam capazes de fazer face aos desafios colocados pela gestão sócio-ambiental dos territórios, incluindo a participação dos vários atores e a articulação de parcerias estratégicas.

É um curso intensivo, com uma forte componente prática (learning-by-doing) que visa promover a discussão crítica dos principais princípios do planeamento estratégico sócio-ambiental, dos impactos relacionados com o desenvolvimento de actividades económicas, bem como desenvolver competências para a elaboração de projectos inovadores criadores de valor ambiental, social e económico. O curso inclui áreas pouco exploradas na gestão tradicional, tais como a avaliação de factores de vulnerabilidade e resiliência dos territórios, planeamento participativo, empoderamento da comunidade e comunicação para a sustentabilidade.

O curso oferece, ainda, uma óptima oportunidade para a partilha de experiências e networking.

Análise de Estudo de Caso

A experiência do Instituto Supereco – uma referência de 25 anos em Educação pela sustentabilidade no Brasil e o seu Projeto Tecendo as Águas, em duas etapas, servirão de estudo de caso para reflexão e aprendizagem dos conceitos explorados no curso. Patrocinado pela Petrobras por meio Programa Petrobras Socioambiental, o Tecendo recebeu o Prémio LIF 2015 – Clima e Sociedade, da Câmara de Comércio França-Brasil na sua primeira fase. O projeto conta com seis eixos temáticos, nomeadamente Educação Restauração florestal e Ecoeficiência em áreas rurais e de nascentes, Saneamento e Saúde, Caracterização de Bacias Hidrográficas, Turismo Sustentável e Comunicação.

Com mais de 4 mil participantes em ações diversas de mobilização social e educação; cursos formativos de lideranças comunitárias de pesca, agricultura, educação, artesanato, turismo, ecoempreendedorismo social, ambiente, cultura, entre outras; e técnicas de planeamento participativo, o sucesso do projeto consiste na mobilização e articulação de lideres comunitários, moradores e representantes do governo, de organizações não-governamentais e de instituições públicas e privadas, para a formação de uma grande rede de cooperação com boas práticas de conservação e de gestão partilhada e participativa de bacias hidrográficas que integram o litoral norte do estado de São Paulo, na Mata Atlântica, cujo bioma ocupa o 5º lugar das áreas mais prioritárias de conservação do Planeta.

Programa

O Curso tem um total de 30 horas, integrando 5 módulos:

Módulo 1: Avaliação da Sustentabilidade dos territórios (6 horas)

  • Desenvolvimento sustentável e ODS;
  • Impactos sociais e ambientais;
  • Resiliência e vulnerabilidades;
  • Indicadores de sustentabilidade;
  • Discussão de estudo de caso: Tecendo as águas (Instituto Supereco, Brasil);
  • Workshop: Elaboração de um plano de avaliação da sustentabilidade local

Módulo 2: Participação pública e empoderamento da comunidade para Turismo sustentável (6 horas)

  • Técnicas de participação pública;
  • Envolvimento comunitário e parcerias estratégicas;
  • Projectos de turismo sustentável de base comunitária;
  • Discussão de estudo de casos: Tecendo as águas (Instituto Supereco, Brasil);
  • Workshop: Elaboração de um plano de participação pública e parcerias estratégicas em projectos relacionados com a  sustentabilidade.

Módulo 3: Programas de Educação Ambiental + Sustentabilidade (6 horas)

  • Potencialidades e fragilidades na implementação de programas de educação ambiental para a sustentabilidade;
  • Discussão de boas práticas na elaboração de programas de educação ambiental;
  • Discussão de estudo de casos: Tecendo as águas (Instituto Supereco, Brasil);
  • Workshop: Elaboração de um programa de educação ambiental.

Módulo 4: Comunicação e Reporte da Sustentabilidade (6 horas)

  • Técnicas de comunicação ambiental, educomunicação e reporte;
  • Ferramentas de comunicação ambiental;
  • Educação + Comunicação para sustentabilidade;
  • Reporte da Sustentabilidade;
  • Discussão de estudo de caso: Tecendo as águas (Instituto Supereco, Brasil);
  • Workshop: Elaboração de um plano de comunicação para sustentabilidade.

Módulo 5: Implementação e Monitorização Estratégica (6 horas)

  • Construção de matrizes de desempenho;
  • Riscos à implementação e monitorização de projectos e planos de sustentabilidade;
  • Implementação de boas práticas;
  • Discussão de estudo de caso: Tecendo as águas (Instituto Supereco, Brasil);
  • Workshop: Elaboração de um plano de implementação e monitorização. 

Equipa de formação

Ana Rita Sampaio (PhD)

Engenheira do Ambiente. Especialista em Turismo Sustentável e Gestão Ambiental há mais de 15 anos. Investigadora do SOCIUS/CSG, ISEG, Ulisboa. Directora na Change2Eco.
LinkedIn

 

Andrée de Ridder Vieira

Bióloga. Especialista em Gestão Ambiental. Educadora e consultora em Estratégias de Educação, Comunicação, Empreendedorismo e Sustentabilidade há cerca de 30 anos. Presidente do Instituto Supereco.
LinkedIn

Inscrições

  • Early Bird para o curso completo (30 horas): 15% de desconto com inscrição a realizar até 5 de julho.
  • Inscrição com 20% de desconto para o curso completo (30 horas): estudantes e desempregados até ao término do período de inscrições.
  • Taxa de inscrição por módulo (6 horas): 160 euros
  • Taxa de inscrição para o curso completo (30 horas): 800 euros

Nota: Os descontos não são cumulativos. As inscrições encerram no dia 17 de julho de 2019.

Existem 20 lugares disponíveis para cada módulo e estes serão atribuídos por ordem de chegada. As inscrições serão fechadas quando os módulos estiverem cheios. Os módulos podem ser cancelados se não tiverem um mínimo de 6 participantes. Nesse caso, os inscritos serão reembolsados.

Certificado

Todos os participantes que concluírem o módulo e/ou curso receberão um certificado de participação emitido pelo SOCIUS/CSG, ISEG – Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa.

Mais informação

Mónica Fraga:  sociuseventos@iseg.ulisboa.pt

Tel: (+ 351) 213925914/0

Parceiros:

©2019 CSG desenvolvimento [m]

Log in with your credentials

Forgot your details?